A hidrocele é definida pela presença de líquido peritoneal (líquido normalmente encontrado na cavidade abdominal) numa membrana, chamada de túnica vaginal, que reveste o testículo. A hidrocele é classificada em comunicante e não comunicante. É dita comunicante quando o líquido peritoneal facilmente consegue chegar a túnica vaginal e voltar para cavidade abdominal, através do conduto peritônio-vaginal, variando o volume de acordo com a posição e atividade do paciente. Geralmente, na hidrocele comunicante, é possível observar o aumento do volume da bolsa escrotal no fim do dia, que não era evidente pela manhã.

A hidrocele não-comunicante ou residual ocorre quando ainda há resíduo de líquido na túnica vaginal, sem comunicação com a cavidade abdominal, pois, neste caso, o conduto peritônio vaginal encontra-se obliterado. Neste caso, o volume da bolsa escrotal não costuma variar de acordo com a posição do paciente e nem ao longo do dia. Quando o líquido peritoneal fica retido em qualquer outra posição do conduto peritônio-vaginal, é denominado cisto de cordão.

 

 

 

 

 

 

 

Fig 1 – Má formações comuns na virilha

  1. Anatomia usual da região inguino-escrotal
  2. Fechamento incompleto do conduto peritoniovaginal
  3. Hidrocele comunicante
  4. Cisto de cordão
  5. Hidrocele não comunicante

 

 

 

 

 

 

 

 

 

fig 2 – Hidrocele – Não há inchaço inguinal, apenas escrotal

O diagnóstico da hidrocele é feito no exame clínico através de transiluminação, com auxílio de uma lanterna para facilitar a exclusão do diagnóstico de hérnia inguinal, que pode estar associada a hidrocele. Em caso de dúvidas diagnósticas, o exame de ultrassonografia pode auxiliar no diagnóstico.

 

 

 

 

 

 

Fig. 3 Transiluminação

A hidrocele não costuma requerer tratamento antes dos 12 meses de vida, pois, nesse período, pode-se completar o fechamento do conduto peritônio-vaginal e a reabsorção do líquido peritoneal pelo organismo. O tratamento é necessário quando a hidrocele está associada a hérnia inguinal e, neste caso, deve ser realizado precocemente, independentemente da idade do paciente.

 

“Em nenhuma circunstância as informações aqui publicadas substituem a consulta com o seu médico”

“Para mais informações procure sempre o seu Cirurgião Pediátrico e realize uma consulta presencial antes de qualquer iniciativa”

CompartilharShare on Facebook

Comentários

CategoryHidrocele
Write a comment:

*

Your email address will not be published.

Tradução »