A hérnia epigástrica se forma a partir de um defeito na linha média, ou linha alba. A linha alba é a linha onde se encontram as fibras do tecido conjuntivo que separam os músculos da parede abdominal. Quando há um rompimento ou uma falha no desenvolvimento dessas fibras, pode ocorrer uma herniação (passagem de conteúdo por um buraco na parede abdominal) da gordura pré-peritoneal, que caracteriza a hérnia epigástrica. Podem ser únicas ou múltiplas e apresentarem-se desde o apêndice xifoide até a cicatriz umbilical, podendo estar associadas a hérnia umbilical em 10% dos casos.

O diagnóstico é feito através do exame físico realizado por profissional experiente, podendo ser complementado com ultrassonografia, de acordo com a necessidade do caso.

O tratamento é feito através de cirurgia corretiva, que costuma ser indicada por volta do segundo e terceiro ano de vida, podendo ser antecipada, se causar dor ao paciente.

Fig 1 – Hérnia Epigástrica (2 orifícios perto)

Fig 2 – Hérnia Epigástrica

“Em nenhuma circunstância as informações aqui publicadas substituem a consulta com o seu médico”

“Para mais informações procure sempre o seu Cirurgião Pediátrico e realize uma consulta presencial antes de qualquer iniciativa”

CompartilharShare on Facebook

Comentários

Write a comment:

*

Your email address will not be published.

Tradução »