A cárie dentária acomete crianças com muita frequência e pode ter efeito negativo importante na qualidade de vida. É fundamental que os dentistas e os pais conheçam e utilizem intervenções e práticas que sejam eficazes para reduzir a frequência e gravidade desta doença na população infantil. É incontestável que a exposição regular dos dentes ao flúor, através da água e/ou de pastas de dente, contribui para o controle da cárie dentária, proporcionando melhor saúde bucal aos indivíduos e diminuindo o impacto da doença na sociedade.

Relevantes pesquisas científicas, com consideráveis e consistentes resultados, envolvendo uma média de 42.300 crianças, destacaram que o número médio de superfícies dentárias cariadas diminuiu em crianças que escovaram os dentes com pasta fluoretada em comparação com as que escovaram os dentes com pasta sem flúor. Além disso, destaca-se que o efeito da pasta fluoretada é maior, quando utilizado por crianças com mais experiência de cárie ou quando a escovação é realizada com mais frequência e, ainda, quando a pasta contém flúor em concentrações mais altas. Sobretudo, quanto mais lesões de cárie, mais benefícios o flúor trará.

Seguindo a melhor evidência científica disponível atualmente, a Associação Americana de Odontologia orienta os pais a iniciarem o uso de pasta de dente com flúor assim que irrompe o primeiro dente, e a Academia Americana de Odontopediatria recomenda o uso de pasta de dente com flúor duas vezes ao dia por todas as crianças. Adicionalmente, a Associação Brasileira de Odontopediatria esclarece que o uso de uma pequena quantidade de pasta com concentração padrão de flúor (entre 1.000 e 1.5000 partes por milhão) mantém o benefício anticárie e proporciona segurança quanto ao potencial desenvolvimento de fluorose dentária.

O momento do dia em que a escovação com o uso da pasta fluoretada é feita também é importante, mostrando-se mais efetivo se usada diariamente à noite em comparação com a manhã.  Além disso, utilizando-a após a ingestão de alimentos, ocorre menor absorção, minimizando possíveis efeitos da fluorose a longo prazo.

Muitos cremes dentais infantis disponíveis no comércio apresentam sabores diferentes (frutas, chiclete, menta) e, por isso, são populares entre as crianças. Entretanto, crianças que escovam os dentes com cremes dentais com sabor tendem a usar quantidade maior de pasta, escovar os dentes por mais tempo e cuspir menos pasta do que aquelas que escovam os dentes com cremes sem sabor. Os pais e/ou responsáveis precisam ficar atentos! O uso de pouca quantidade de creme dental (tamanho de um grão de arroz, grão de ervilha ou aplicação da pasta na escova no sentido transversal, conforme a idade) tem sido recomendado como forma de diminuir a ingestão do flúor. Pais e responsáveis devem considerar que o tamanho da escova pode influenciar na quantidade de creme colocada nela, por isso, deve-se sempre dar preferência às escovas menores.

 

De forma resumida e didática, o uso das pastas de dente com flúor só trarão benefícios se:

– For utilizado um ou duas vezes ao dia

– Preferencialmente, uma das vezes antes de dormir

– Dose: um “grão de arroz” para crianças de até 4 anos de idade e “um grão de ervilha” para crianças com 4 anos ou mais.

– Sempre supervisionado por um adulto

– E utilizando-se escovas pequenas.

 

Natália Teixeira – odontopediatra da Pedline

CompartilharShare on Facebook

Comentários

CategoryArtigos

Tradução »